Logotipo Paróquia Passagem

Conselho Paroquial de Pastoral

O que é?

O Conselho Paroquial de Pastoral (CPP) é formado pela coordenação do Conselho de Pastoral da Comunidade (CPC) e, pela coordenação das pastorais, movimentos e associações em nível paroquial e pelos padres que trabalham na paróquia.

A finalidade do CPP é ver e estudar a realidade pastoral da paróquia, refletir e dar sugestões para os problemas e questões pastorais, acompanhar a execução do plano de pastoral, avaliar e propor ações conjuntas para a paróquia.

 

Por que CPP?

Desde o Concílio Vaticano II (1962-1965), a Igreja Católica assumiu um rosto novo. Ela foi definida como Povo de Deus. Insiste-se mais na dimensão da Igreja-comunhão. É o novo jeito de ser Igreja-família, Igreja-participação, Igreja-comunidade, Igreja-povo. Nela, todos os fiéis são co-responsáveis pela vida cristã e pela missão evangelizadora. Todos os batizados têm carismas ou dons, para serem postos a serviço da comunidade. O CPP é a expressão organizacional da Igreja, que pretende ser mais participativa e comunitária. Quanto mais conselhos houver na Igreja, mais ela será participativa.

 

Como se organiza?

Como em todos os níveis da Igreja, também o CPP se organiza segundo os princípios de unidade e diversidade. Na Igreja, o papa é responsável pela unidade, enquanto os bispos do mundo inteiro representam a diversidade. Na diocese, o bispo é responsável pela unidade, enquanto os padres, diáconos e lideranças leigas representam a diversidade de paróquias, pastorais, movimentos, tendências espirituais e teológicas. Na paróquia, o pároco é responsável pela unidade, enquanto os vigários paroquiais, os diáconos, as lideranças leigas e os coordenadores representam as forças vivas existentes na paróquia.

 

O documento 100 da CNBB, Comunidade de Comunidades: uma nova paróquia, a respeito dos leigos diz: “A missão dos leigos deriva do Batismo e da Confirmação: ‘A sua ação dentro das comunidades eclesiais é tão necessária que, sem ela, o próprio apostolado dos pastores não pode conseguir, na maior parte das vezes, todo o seu efeito.’ O Concílio Vaticano II tratou da atuação dos leigos na vida da Igreja e no mundo, testemunhando Cristo além dos limites da comunidade da fé e colaborando diretamente com as atividades pastorais.” (n. 210)

Santas Missões Populares
Jornal Diocese em Foco
Vocações

© 2019 Copyright Paróquia Passagem - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento KleinCode | paxweb.com.br

© 2019 Copyright Paróquia Passagem
Todos os direitos reservados
KleinCode | paxweb.com.br